Passo a passo de como vender uma RPV do INSS e antecipar o recebimento

Neste texto, vamos explicar como você pode vender sua RPV do INSS de maneira segura e muito prática.

Prepare um café e tire as suas dúvidas abaixo.

LCbank - Compra e Venda de RPV e Precatórios
Vender uma RPV do INSS é uma decisão muito buscada por quem está há muitos anos na luta para receber seus valores de direito, mas não sabe quando isso acontecerá.
 
Ao decidir que é a hora de desapegar do processo e vender para uma empresa especializada, você precisará entender como isso funciona na prática para evitar cair em golpes e até mesmo perder muito dinheiro na negociação.
 
Neste texto, vamos explicar como você pode vender o seu processo contra o INSS de maneira segura e muito prática. Veja abaixo!

Veja como vender o sua RPV do INSS em 4 passos

LCbank - Compra e Venda de RPV e Precatórios

Sem mais delongas, vamos explicar como você pode vender sua RPV do INSS. Hoje, vamos trazer um panorama mais geral. Vamos lá!

1- Avalie o status do seu processo

É interessante saber o quanto o seu processo contra o INSS andou nos últimos anos. Sabemos que a maioria das pessoas faz isso, afinal, a ansiedade para receber é grande.

Mas, se já faz um tempo que você não checa o status, dê uma olhada ou pergunte ao seu advogado de confiança se o processo andou. Esse será um momento importante para decidir se irá vendê-lo ou não.

2- Procure um empresa de confiança

Se você decidiu vender sua RPV do INSS, é importante fazer isso com uma empresa de confiança e que, de preferência, tenha experiência nesse tipo de processo.

Nós da LC Bank trabalhamos apenas com o INSS, o que nos torna mais aptos a oferecer um bom negócio, sempre pensando em garantir que sua venda seja segura e mais vantajosa do que em outras empresas.

3- Busque custo-benefício

Se você vai vender o seu processo contra o INSS, saiba que terá que abrir mão de um valor para que a empresa possa trabalhar nele. 

Veja que a empresa assumirá o risco da RPV nunca sair e, por isso, ela receberá depois o valor integral da ação.

Mas, apesar de saber que você abrirá mão de um certo valor, é essencial que seja uma quantia justa, não é?

Por isso, busque sempre empresas que estejam dispostas a ser transparentes, que apresentem uma proposta formalizada e explicando exatamente o que será cobrado e o porquê.

4- Sempre exija um contrato

Empresas idôneas vão te apresentar um contrato formalizado para comprar a sua RPV do INSS.

Exija isso, ou melhor, não faça negócio com empresas que não fazem do contrato uma obrigação. 

O contrato vai prevenir qualquer cobrança adicional após a venda do seu processo contra o INSS, além de resguardar a própria empresa também.

Além disso, jamais deposite valores para receber a sua antecipação – existem muitos golpes online nesse sentido.

Gostou das dicas para que você possa vender a sua RPV do INSS?

Compartilhe o texto nas redes sociais com seus amigos e ajude-os a entender melhor como fazer a venda de maneira segura e tranquila. Até a próxima!

Cássia Dantas

Cássia Dantas

Redatora.

Últimas Notícias:

O LCbank é confiável?

O LCbank é confiável? Analisamos a segurança, serviços e opiniões de clientes para ajudar você

Open chat
Quer antecipar sua RPV, Processo contra o INSS, Precatório do INSS (Federal)? O LCB vai te ajudar agora!